Passar para o Conteúdo Principal Top
Ponta Delgada
Câmara Municipal de Ponta Delgada
Câmara Municipal de Ponta Delgada Porta de Futuro
  • facebook
  • youtube
  • instagram
  • twitter
Hoje
Máx C
Mín C

Cristina do Canto Tavares quer desenvolver Plano Municipal de Promoção de Acessibilidade já em 2024

Cristina do Canto Tavares quer desenvolver Plano Municipal de Promoção de Acessibilidade já em 2024
06 Dezembro 2023

A Câmara Municipal de Ponta Delgada vai avançar com o Plano Municipal de Promoção de Acessibilidade, em 2024, e já começou a trabalhar com os seus dirigentes e técnicos para que os serviços camarários sejam capazes de dar a melhor resposta aos desafios que surgem no âmbito da acessibilidade e mobilidade inclusiva”, afirmou a vereadora Cristina do Canto Tavares.

O anúncio foi feito na sessão de sensibilização para a Mobilidade Inclusiva, que se realizou esta segunda-feira, no salão nobre dos Paços do Concelho, uma iniciativa que serviu para assinalar o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, celebrado a 3 de dezembro.

Na ocasião, Cristina do Canto Tavares comunicou que “fomos pioneiros na abertura do primeiro balcão da inclusão do Atlântico, que já existe há um ano. Agora, quisemos, novamente, reforçar a nossa aposta e dar mais um passo no caminho da inclusão com uma sessão sobre a mobilidade inclusiva, apresentada por membros da delegação da ACAPO Açores”.

Durante a sua intervenção, a vereadora responsável pela área social realçou também a importância desta reflexão, que teve como público os dirigentes e colaboradores da autarquia: “A Câmara tem mais de 1.000 funcionários e diversos serviços, por isso achamos que devemos começar por dentro. Convidamos a ACAPO, uma das IPSS parceiras da Autarquia, com a qual temos vindo a trabalhar de forma próxima e os seus membros têm sido verdadeiros consultores para o Município, para promover uma reflexão sobre a mobilidade inclusiva”.

Cristina do Canto Tavares afirmou ainda que “este é apenas mais um passo! Queremos manter-nos atualizados sobre as necessidades dos cidadãos, para podermos adaptar os nossos serviços e capacita-los de ferramentas e conhecimentos adequados aos desafios da acessibilidade e mobilidade inclusiva. Um dos nossos objetivos é abrir estas ações de reflexão aos nossos empresários, aos nossos professores do ensino básico do concelho e ainda às nossas crianças e jovens, pois só assim nos tornaremos num Município, verdadeiramente, inclusivo”.