Passar para o Conteúdo Principal Top
Ponta Delgada
Câmara Municipal de Ponta Delgada
Câmara Municipal de Ponta Delgada Porta de Futuro
  • facebook
  • youtube
  • instagram
  • twitter
Hoje
Máx C
Mín C

Obras na escola de São Pedro decorrem a bom ritmo

Obras na escola de São Pedro decorrem a bom ritmo
image title
image title
image title
19 Novembro 2019

O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, visitou, esta manhã, a obra de ampliação e beneficiação da Escola EB1/JI de São Pedro.
Em declarações à comunicação social, o edil congratulou-se com a “excelência do realizado e com o adiantado dos trabalhos, cumprindo-se com o cronograma da obra que é, talvez, a mais representativa da estratégia de investimento público municipal de Ponta Delgada que tem como prioridade máxima as questões socioeducativas”.
“Temos vindo, no parque escolar edificado, a ampliar, modernizar e a renovar existências ”, lembrou o Presidente do único município cumpridor da eliminação do amianto das escolas, afirmando que a Escola de São Pedro, após as obras, com um custo de 4,5 milhões de euros, “corresponderá às exigências da modernidade e da excelência do ensino e da prática desportiva”.
Estima-se que estejam concluídas até julho do próximo ano, antes do arranque do ano letivo. Contemplam a escola em si e a construção de um pavilhão para a prática desportiva que servirá a comunidade (a título de curiosidade, terá um piso apropriado para a prática de desportos em patins), otimizando, assim, os equipamentos.
A EB1/JI de São Pedro, mais conhecida com Escola da Mãe de Deus, vai estar preparada para um total de 432 alunos (lotação estimada de 24 alunos por sala num total de 18 salas de aula).
A ampliação tem em linha de conta o desenvolvimento de edifícios escolares, mais especificamente a organização funcional, as relações de proximidade e interdependência espacial, a verificação das condições regulamentares e de segurança vigentes, nomeadamente no que se refere à regulamentação específica aplicável à segurança contra incêndios em edifícios escolares, as condições de acessibilidade e as especificações do RGEU (Regulamento geral das edificações urbanas) relativamente às condições de salubridade e iluminação natural dos edifícios.
Relativamente à conceção arquitetónica, esta segue as disposições previstas no Plano Diretor Municipal de Ponta Delgada, bem como as indicações dos pareceres das várias entidades consultadas em fase de estudo prévio..
O objetivo primordial é a manutenção do edifício existente do “Plano dos Centenários”, a estruturação da área desportiva e os acessos, de forma a articular os vários edifícios e permitir a sua interligação em zona coberta. O projeto inclui a construção de um polidesportivo coberto e de zonas estacionamento.
A intervenção procura dar sentido aos espaços vazios e aos grandes panos de alvenaria, numa composição equilibrada, de modo a permitir um interligação equilibrada com o edificado existente - “Plano dos Centenários” - e com a envolvente construída a nascente e poente.
O projeto arquitetónico desenvolve-se a partir de um grande eixo nascente/poente, expondo a sul os espaços de estudo, com acesso a partir do topo nascente e ligação com o edifício existente a poente. Os espaços vazios, intencionalmente projetados entre estes, serão destinados a recreio coberto.
O polidesportivo coberto desenvolve-se a nascente, articulado com o acesso principal da escola, explorando o diferencial de cota existente de modo a permitir o acesso direto à bancada a partir do estacionamento e o acesso dos alunos a partir do primeiro piso do edifício escolar por um espaço central de circulação, onde se localizam as comunicações verticais.
Assim, se garante a possibilidade de utilização pelos alunos e pela comunidade exterior à escola da área desportiva, de forma autónoma e sem interferência no normal funcionamento da área escolar.
A nascente, será resolvido o acesso principal a partir de um arruamento interno, estruturado de modo a possibilitar estacionamento automóvel de ambos os lados e uma faixa de estacionamento rápido junto ao acesso principal, sendo possível aceder à área desportiva exterior a norte, para efeitos de manutenção e emergência.
Prevê-se manter o acesso existente ao recreio pela Rua da Mãe de Deus, exclusivamente para situações de emergência, possibilitando aos veículos de bombeiros o combate a um eventual incêndio a partir de sul, salvaguardadas as condições de acesso a norte, nascente e poente, na medida em que se propõe manter ainda o acesso pela Rua Nova do Visconde, introduzindo-se ai uma área de estacionamento exclusiva para os professores e funcionários, acesso de serviço ao refeitório para cargas e descargas e recolha de resíduos.