Passar para o Conteúdo Principal Top
Ponta Delgada
Câmara Municipal de Ponta Delgada
Câmara Municipal de Ponta Delgada Porta de Futuro
  • facebook
  • youtube
  • instagram
  • twitter
Hoje
Máx C
Mín C

Ponta Delgada “ama a cultura e a poesia” e encontro internacional confirma o título de cidade dos poetas

Ponta Delgada “ama a cultura e a poesia” e encontro internacional confirma o título de cidade dos poetas
10 Outubro 2019

O Presidente da Câmara Municipal afirmou que Ponta Delgada “ama a cultura e a poesia” e que o Encontro Internacional de Poesia confirma o título de cidade dos poetas.
José Manuel Bolieiro, na mensagem que deixou para a cerimónia de abertura do evento, sustentou que “ao terceiro Encontro Internacional de Poesia chegam certezas”. “Certezas sobre a qualidade do evento e dos seus participantes”, “certezas sobre a importância da poesia na vida dos poetas e destes na vida da sociedade cultural”, “certezas do sucesso dos I e II Encontros Internacionais, de Ponta Delgada, em 2017, e do Porto Santo, em 2018” e “certezas sobre a capacidade de inscrever nos registos, para memória futura, através da publicação dos respetivos livros de conclusões de cada Encontro Internacional”, identificou.
O edil renovou a elevada e estima e consideração ao poeta e comissário do Encontro Internacional de Poesia, João Carlos Abreu, destacando o facto de que este “gosta dos poetas, da sua mensagem e dos lugares inspiradores de poesia e pensamento”, servindo de inspiração para Ponta Delgada. Ainda esta semana João Carlos Abreu afirmou que “se há alguma cidade no mundo que pode ostentar o título de cidade dos poetas é a cidade de Ponta Delgada”.
O autarca também deixou “um sentido e esperançado abraço ao José Andrade. Ausente fisicamente, mas muito presente no nosso espírito e amizade”, desejando-lhe uma “rápida e integral recuperação”. “Ele faz falta e alimenta saudade, com a sua ausência, mas regenera vontades de que este III Encontro Internacional de Poesia corra ainda melhor, e lhe possa ser dedicado”, expressou.
Bolieiro deu, através da mensagem lida pela Vereadora da Cultura, as boas-vindas aos participantes do evento que tem lugar em Ponta Delgada até sábado, e agradeceu o empenho da Vereadora Maria José Lemos Duarte e da sua equipa do pelouro da Cultura, liderada por José de Mello.
Maria José Lemos Duarte registou a excelência do talento de duas dezenas de poetas, de diferentes geografias, neste evento âncora do concelho de Ponta Delgada que integra o quadro dos eventos literários internacionais e já faz parte do “World Poetry Movement”, que abrange quase 170 países, e a agradeceu a todos os presentes nesta edição.
A Vereadora da Cultura destacou a enorme importância e relevância do Encontro no panorama cultural, mas também turístico do concelho, e agradeceu aos que nos visitam e cumprem o papel de embaixadores da poesia e “inspiram a nossa natureza, património e cultura”.
Na ocasião, João Carlos Abreu congratulou-se com o acolhimento e com a adesão ao evento, exprimindo ser um gosto voltar à cidade dos poetas e lembrando que o sucesso deste encontro de poetas depende dos participantes. O Comissário também reiterou que este evento, que traz cultura e prestígio a Ponta Delgada, nasceu da vontade do Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro. Lembrou um dos seus impulsionadores, José Andrade, e agradeceu ao organizador José de Mello.
Foi, também, lançado o livro do II Encontro Internacional de Poesia, que decorreu em Porto Santo em 2018, com apresentação de Marcelino Castro.
O poeta açoriano Eduíno de Jesus, distinguido com a Medalha de Ouro do Município de Ponta Delgada, recordou a antiguidade da poesia no arquipélago dos Açores.
O Presidente da Câmara Municipal do Porto Santo, José Idalino de Vasconcelos, enalteceu o potencial do evento, que na sua segunda edição teve lugar no Porto Santo.
A 4.ª edição do Encontro Internacional de Poesia vai ter lugar no próximo ano na Gran Canária.
Hoje também teve lugar a Sessão Itinerante de Poesia e foi inaugurada a  Exposição Permanente de Poesia na Rua Hintze Ribeiro. A Casa José Franco foi palco do lançamento do livro Processo Continuous: Poemas Mecânicos, de Maria Fernandes (Madeira), e a Casa Hintze Ribeiro acolheu um Café Concerto.
O III Encontro Internacional, pautado pelo diálogo com a comunidade, é de entrada livre e conta com a participação de poetas dos Açores, Madeira, Continente, Canárias e Cabo Verde.
Prossegue amanhã, 11 de outubro, às 10h00, com o Roteiro Antero Quental, comentado por José de Almeida Mello, com saída do Cemitério de São Joaquim (monumento fúnebre), passando pelo Jardim Antero de Quental (monumento em homenagem ao poeta), Rua do Castilho (casa onde nasceu), Campo de São Francisco (local onde morreu) e Largo Mártires da pátria (busto e poema).
Segue-se, no Liceu, às 12h00, uma Sessão com Estudantes, coordenada por Maria João Ruivo.
A partir das 15h00, o Centro Natália Correia acolhe o 1º Painel | DA ILHA PRISÃO À ILHA PARAÍSO: AMBIGUIDADE SIMBÓLICA DAS ILHAS, moderado por Marcelino de Castro, com as comunicações de Daniel Gonçalves (Açores - Ilha de Santa Maria), João Carlos Abreu (Madeira), Luís Filipe Sarmento (Lisboa) e Maria Fernandes (Madeira).  
O 2.º Painel, previsto para as 17h00, é dedicado à INSULARIDADE E POESIA: OS LIMITES DA CONDIÇÃO INSULAR, vai ser moderado por José de Almeida Mello e contará com as comunicações de Aquiles Garcia Brito (Canárias - Ilha de Gran Canária), Domingos Lobo (Seixal), Teresa Klut (Madeira)  e Vera Duarte (Cabo Verde - Ilha de Santiago).
No mesmo dia, às 19h00 e na Casa da Madeira nos Açores, Luís Ramos Freitas lança o livro Arritmias.
Às 22h00, o Lava Jazz acolhe a Tertúlia Poética.
No sábado, 12 de outubro, às 10h00- na Livraria Leya Solmar tem lugar o Encontro com Livros de Poesia que, às 11h30, é feito na Livraria Letras Lavadas.  
A partir das 15h00, o Centro Natália Correia recebe o  3º Painel | DAS ILHAS PARA O MUNDO E DO MUNDO PARA AS ILHAS: COSMOLOGIAS INSULARES, NACIONAIS E UNIVERSAIS, moderado por Marcelino de Castro, com as  comunicações de Fernando Pinto do Amaral (Lisboa), Irene Lucília Andrade (Madeira), Lucía Rosa González (Canárias - Ilha de La Palma) e Henrique Levy (Açores - Ilha de São Miguel).  
Após a pausa para café, e pelas 17h00, os trabalhos prosseguem com o 4º Painel | POESIA E AÇORIANIDADE, moderado por José de Almeida Mello, com as comunicações de Adélio Amaro (Leiria), Ângela Almeida (Açores - Ilha de São Miguel), Carlos Bessa (Açores - Ilha Terceira) e Urbano Bettencourt (Açores - Ilha do Pico).
O Estúdio 13, às 22h00, recebe o espetáculo de encerramento do III Encontro Internacional de Poesia, coordenado por Eleanora Marino Duarte.