Passar para o Conteúdo Principal Top
Ponta Delgada
Câmara Municipal de Ponta Delgada
Câmara Municipal de Ponta Delgada Porta de Futuro
  • facebook
  • youtube
  • instagram
  • twitter
Hoje
Máx C
Mín C

Estátua do Papa João Paulo II enriquece Ponta Delgada e confere perenidade aos gestos e atitudes coletivas

Estátua do Papa João Paulo II enriquece Ponta Delgada e confere perenidade aos gestos e atitudes coletivas
02 Novembro 2016

Há 25 anos, o Papa João Paulo II visitou os Açores. Esta terça-feira, a Câmara Municipal de Ponta Delgada eternizou essa visita com a bênção da estátua do Santo Padre, pelo Bispo de Angra e Ilhas dos Açores, D. João Lavrador.

Para o Presidente da Autarquia, “Ponta Delgada e o seu aeroporto estão enriquecidos, com esta homenagem, que confere perenidade aos nossos gestos e atitudes coletivas.”

A cerimónia, simbolicamente realizada em dia de Todos os Santos, também coincidiu com os 70 anos da ordenação sacerdotal de Karol Wojtyla – o Papa João Paulo II.

Depois da Bênção da estátua, situada junto à aerogare do aeroporto de Ponta Delgada, e numa cerimónia em que estiveram presentes cerca de meia centena de pessoas, entre as quais vários Presidentes de Junta do concelho de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro agradeceu ao Bispo D. João Lavrador “a honra que nos deu, enquanto comunidade e enquanto instituições representativas do nosso Povo e da empresa Ana – Aeroportos de Portugal, ao presidir à bênção da Estátua do Papa Santo João Paulo II, aqui no aeroporto de Ponta Delgada, com a designação toponímica do seu nome. Bem-haja, por ter aceite o nosso convite e tão prontamente vir até nós. E isso enche-nos de profunda e feliz alegria e gratidão.”

Agradecimento que estendeu à ANA, nomeadamente ao seu Diretor, José Luís Alves, sublinhando que a empresa foi parceira da Autarquia, desde a primeira hora, na idealização e concretização deste projeto, e hoje tornado efetivamente realidade.

“Agradeço a sua tenacidade e inteira disponibilidade para ajudar a ultrapassar todas as dificuldades e encontrar todas as soluções possíveis e necessárias.” - disse.

Felicitou, por outro lado, o talento do escultor Álvaro Raposo França, autor da estátua, mas também o seu “empenho e arte no trabalho realizado, além da pronta e generosa colaboração nas soluções e adaptações às novas circunstâncias que o tempo foi impondo.”

José Manuel Bolieiro não esqueceu os colaboradores da Câmara Municipal e da ANA SA, que “tornaram possível esta realização em equipa, com o encaminhamento da escultora Catarina Alves, do Arquiteto Duarte Pacheco e Eng.ª Margarida Brito.”.

“O Papa João Paulo II foi o único Sumo Pontífice que visitou os Açores, já no ano de 1991. Visita que inspirou a designação toponímica do aeroporto de Ponta Delgada com o seu nome, como forma de agradecimento pela sua visita, como, então, declarou o Presidente do Governo da Região Autónoma dos Açores Dr. João Bosco da Mota Amaral.” - adiantou.

Como recordou José Manuel Bolieiro, foi em 2005 que a então Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, Berta Cabral iniciou os primeiros contactos com o Conselho de Administração da ANA – Aeroportos de Portugal, SA, para a ideia de colocação de Estátua do Papa João Paulo II na zona exterior da Aerogare do Aeroporto. Na sequência da parceria entre as duas instituições, e de acordo com as atuais circunstâncias, “foi possível, com tenacidade, tornar realidade a homenagem ao Santo João Paulo II.” - disse o Presidente.

Reconhecimento e gratidão levaram José Manuel Bolieiro a invocar João Bosco Mota Amaral, o então Presidente do Governo Regional que, com “empenho e capacidade”, conseguiu concretizar a visita aos Açores do Papa João Paulo II aos Açores, em 1991.

Invocou, também, Berta Cabral, anterior Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, que “percebeu a importância e tomou a iniciativa de estender a notoriedade da devida Homenagem ao Papa João Paulo II, por referência e conjugação com a toponímia do Aeroporto de Ponta Delgada, com a criação e colocação da sua Estátua realizada por Álvaro França, no exterior da aerogare.”

A estátua que se encontra no aeroporto de Ponta Delgada pesa duas toneladas e tem 4 metros de altura, estando colocada sobre um plinto de um metro e meio de altura.

José Manuel Bolieiro fez questão de afirmar que “a política honra-se com o reconhecimento do mérito das concretas ações dos que no passado, aliás recente, tornaram possíveis realizações que no presente nos orgulham como comunidade e se inscrevem na nossa história coletiva.”